Editorial


Jornal O Globo – Serra
Domingo, 28 de setembro de 2003

DECORAÇÃO/PAISAGISMO

Natureza está presente até nos móveis

Para aqueles que desejam fazer do jardim um espaço não só de passeio e contemplação, mas também de relaxamento e meditação, os móveis de madeira são quase indispensáveis. Neste caso, em vez de explorar árvores da Mata Atlântica – o que não seria ecologicamente correto – a opção é ficar com os móveis de eucalipto autoclavado.
O arquiteto Alexandre Sodré trabalha há 16 anos em Itaipava, seis deles dedicados a fazer móveis rústicos.
- O eucalipto é como uma madeira de lei, só que leva dez anos para chegar em fase de corte. Já o ipê, para atingir o mesmo ponto, leva 50 anos. E com o sistema autoclavado o eucalipto ganha muita resistência, podendo ficar exposto às ações do tempo durante muitos anos. Sem contar que ele mantém o ar serrano no jardim – explica Sodré.
Um móvel típico dos projetos de Alexandre Sodré é a espreguiçadeira, que o arquiteto prefere chamar de namoradeira.
- Ela serve tanto para fazer uma meditação como para relaxar com a leitura de um livro e até para namorar – completa Sodré, que acaba de desenvolver uma mesa com o mesmo material.


ALEXANDRE SODRÉ orienta seus funcionários na produção de uma peça em eucalitpto autoclavado


A ESPREGUIÇADEIRA NO JARDIM: ideal para momentos de relaxamento e contato com a natureza


Estrada Bernardo Coutinho, 1861 - Araras - Petrópolis/RJ - (24) 2222-4634