Editorial


Jornal Tribuna Itaipava e Arredores
Sábado, 09 de agosto de 2003

Mastercasa Itaipava 2003 termina amanhã

Criatividade do “jardim da calçada”, espaço desenvolvido por Alexandre Sodré e Rita Ribeiro, é um dos destaques do evento.

Superando todas as expectativas, inclusive as de público visitante, termina amanhã, no Condomínio Granja Brasil, em Itaipava, o Mastercasa Itaipava 2003, que reúne desde 27 de junho mais de quarenta ambientes, num total de cinco mil metros quadrados de área de exposição, trazendo as últimas novidades no mercado em arquitetura, decoração, paisagismo e produtos afins. Todos os espaços da mostra são especiais e exclusivos. A edição deste ano ousou ao transformar um pequeno chalé em uma casa de campo completa, que representa a casa de montanha do casal, onde o visitante pode circular por pequenos ambientes, trabalhados com talento, apresentando propostas inovadoras e criativas. E teve também a proposta de revitalizar uma antiga cocheira, que se transformou em ambientes agradáveis de moradia, trabalho e lazer.

Um dos destaques da mostra é o “jardim da calçada”, espaço criado pelo arquiteto Alexandre Sodré e pela Paisagista Rita Ribeiro, proprietários do Studio da Mata, em Itaipava. Em aproximadamente 150 metros quadrados (na única área externa da exposição, onde, para visitá-la, a pessoa não precisa passar pela bilheteria), eles procuraram criar um espaço zen, onde idealizaram uma história, uma espécie de metáfora urbana.

Partindo do portal, que marca a entrada do jardim, o visitante atravessa o bosque contemplativo, composto por arvoretas e plantas tropicais e valorizado pelo banco de jardim com encosto. Na continuação, uma fonte em pedra apicoada com plantas aquáticas convida a sentar no banco em frente e sentir a energia da água em movimento. Chega-se então ao clímax do espaço, composto por uma namoradeira em madeira roliça com futon e almofadas, em frente ao santuário Zenbudista, num clima de relaxamento e meditação.

Saindo desse ambiente, chega-se ao cenário urbano de Itaipava, retratado por painéis pintados pela artista plástica Leila Sá Peixoto com cenas do cotidiano, expandindo o conceito de ciclo da vida, onde tudo se renova, numa evolução constante. “São retratos de cenas do cotidiano da região, cenas urbanas, que se completam com o espaço zen, dedicado à meditação e ao relaxamento”, explica Rita, falando sobre uma espécie de stand montado por ela no jardim, que resume bem a temática escolhida pelos idealizadores.

Esse espaço tem como peça principal a namoradeira, uma cama para relaxar, desenhada por Alexandre Sodré e criada pelo Studio da Mata, feita de eucalipto tratado, e que está sendo lançada durante o Mastercasa. “Esse é um móvel novo, que está sendo mostrado pela primeira vez aqui na exposição”, destaca Alexandre.

Rita explica que o santuário Zenbudista é um local de destaque, com a namoradeira, suas almofadas indianas e um painel ao fundo, composto por grandes toras de pinus com casca e prateleiras de rodelas da mesma madeira. A prateleira central tem uma face de Buda esculpido em madeira e os outros objetos que compõem esse ambiente estão diretamente ligados a esse clima zen, como as velas e os vasos com flores naturais em estilo tropical. Para completar, uma escultura de elefante em cerâmica de Luiz Salvador.


Um dos destaques da mostra é o “jardim da calçada”, espaço criado pelo arquiteto Alexandre Sodré e pela paisagista Rita Ribeiro: eles procuraram criar um espaço zen, onde idealizaram uma história, uma espécie de metáfora urbana.



Estrada Bernardo Coutinho, 1861 - Araras - Petrópolis/RJ - (24) 2222-4634